Como se tornar programador

Boa noite galera, estou aqui mais uma vez aqui na madrugada, meu habitat natural, para escrever para quem estiver lendo esse post, achei que minha volta seria vergonhosa mas como tivemos 21 acessos no último post dia 25 acho que teremos talvez duas pessoas lendo isso, tendo em vista que o último post foi uma merda (na minha opinião) talvez ninguém volte. Enfim vamos ao tópico.

Como prometi no último post vou começar a postar código, eu já ia postar como resolvi a integração com o MOIP para uma plataforma de doação do Instituto Ronald Macdonal’s quando lembrei que a maioria desses posts é para iniciantes em programação então vou contar aqui como eu aprendi a ser programador e postar os links que utilizei aqui. Isso nós leva a primeira parte…

 

morth

 

Oque é ser um programador

Eu acho que essa é uma questão muito polêmica, já entrei em milhares de discussões sobre esse assunto (briga de facebook) principalmente com devs front-end que tem todo direito de ter opinião diferente da minha. Acontece que quando comecei a programar existia o programador e existia o webdesigner, o programador desenvolvia a parte lógica do sistema, e o webdesigner a interface. Hoje temos o back-end que continuaria sendo o programador clássico e também temos o front-end que se você for tão burro quanto eu estava sendo a uns meses atrás vai achar que é a mesma coisa que o webdesigner, acontece que o pessoal de front se divide em duas galeras (na minha opinião), temos os programadores que utilizam ferramentas “back-end” para desenvolver programas mesmo (coisa pesada tipo o sistema de aproximação do BRT com node.js) e temos a galera que manja mesmo dos css e as tretas que vão acontecer no navegador com js, acredito poder chama-los de desenvolvedores de interface, onde quero chegar com isso? Estou tentando chegar lá…

Eu acho (na minha humilde opinião) que um programador é aquele que desenvolve programas, pode parecer meio óbvio mas algumas pessoas não concordam (clique aqui para ver no dicionário). Então se eu desenvolvi um programa eu posso me considerar um programador? “Tio eu fiz um programa no projeto final da faculdade que ninguém nunca utilizou, sou programador?” na minha opinião não, lá lá lá lá lá, ai você vai me chamar de chato mas se buscarmos sobre desenvolvimento de programas vamos ver que muitas coisas implicam no desenvolvimento de um programa para produção mesmo a vera ali oooo que vai ser usado no dia a dia como por exemplo testes e correção de bugs.

Então eu Renan (chato bagarai) só me considerei programador depois de desenvolver um programa que foi (ainda é) utilizado amplamente por uma empresa todo dia, que tem uma demanda grande de dados trafegando e sendo processados durante bastante tempo. Antes disso eu não me considerava a altura de ser chamado de programador (ou seja chato) eu me resumia a consertar todos que me chamavam de programador dizendo que eu era um webdesigner aprendendo a ser programador (não desmerecendo os webdesigners, é que eu realmente era um). Não satisfeito com somente desenvolver o programa eu o fiz sem utilizar código de ninguém, era eu e o PHP.net todo dia ali na labuta (eu era muuuuuuuiiiiiiiiiiiito chato), não me orgulho disso mas enfim, continuemos.

Como disse antes não quero mudar a opinião de ninguém esse é o meu ponto de vista e ficarei feliz de debater com vocês se quiserem deixar um comentário. Eu tinha que ter feito um post só com esse assunto mas agora já foi, vamos prosseguir com o assunto principal.

 

neo

 

Como eu me “tornei” programador

O tornei está entre parenteses só para focar que essa foi minha experiência e não quer dizer que tenha que seguir tudo a risca, é só porque sempre que eu procurava isso na internet nunca achava então acho que você que está começado precisa de um norte.

Eu sou designer desde os 16 anos (me descobriram) mas descontentamentos com a profissão me levaram a buscar outra área e me apaixonar por código (code lover, nooosssaaa esse foi o parenteses mais mainstream que já digitei) na época que comecei a aprender havia um programa do governo para ensinar informática online porque a área estava com uma demanda imensa de profissionais (você já deve ter ouvido falar, o site é Brasil + TI) cometi o erro de entrar nesse site e fazer o curso programação de páginas web onde tive meu primeiro contato com PHP, NÃO ACONSELHO ESSE SITE para ninguém porque o conteúdo é muito antigo e ruim, logo depois conheci o CodeAcademy.com, reciclei meu HTML e CSS e aprendi PHP, JS e JQuery.

Depois de fazer muitos sites e sistemas aprendi um conceito novo de programação chamado POO(programação orientada a objetos), para quem aprendeu de forma procedural como eu (Brasil + TI) é muito difícil mudar o jeito de programar, e só tinha gente ensinando de uma forma que não entrava na minha cabeça, (receita do bolo = classe, bolo = objeto). Talvez eu faça um outro post explicando oque é programação orientada a objetos para ajudar aqueles que tiveram tanta dúvida quanto eu. Quando aprendi essa parada o mundo se abriu para mim, todas as empresas pediam essa parada.

 

calm

 

Oque eu aconselho

Errem, errem muito, saia para tomar um copo de água ou então vai dormir umas horas e depois volta, não insista no erro, de um tempo para sua memória RAM esvaziar e depois volte e com certeza vai conseguir resolver o problema. Não faça como eu fazia pesquise soluções na internet, participe de fóruns e ajuda quem está começando também, seja gentil como gostaria que tivessem sido com você (mesmo que não tenham sido). Não participe de comunidades por glória ou se venda por estrelas no github, doe o tempo que puder não precisa forçar a barra, eu falo disso no post Entendendo Comunidade Open Source. Crie um fórum para dividir sua experiência mesmo que seja pouca. Peça ajuda para um amigo, não tenha medo de se sentir menor, tenha humildade. É normal em empresas alguém levar a gloria pelos seus feitos mas não se abale, acumule experiência e vá para próxima fase, um dia você vai se encontrar em uma situação de gerencia e poderá fazer diferente dando crédito a quem trabalhou.

Vejam um post que fiz com vários cursos online que podem fazer galera cursos web gratuitos. Aqui vai algumas dicas de ferramentas que eu uso se alguém quiser utilizar, algumas dessas tem tutoriais aqui no blog

  • PHP – Linguagem que eu uso no back-end
  • JS – Linguagem que eu uso no front-end
  • Git – Ferramenta de versionamento
  • Lampp – Versão do Xampp para Linux, servidor local
  • Vegrant – Servidor emulado em maquina virtual Vbox
  • Ubuntu 16.04 Xenial – Sistema operacional
  • PHPSotm – IDE focada em PHP
  • Atom – IDE mais leva para coisas rápidas
  • MySQL – banco de dados
  • MySQL WorkBench – gerenciador de banco de dados
  • Drupal – CMS para desenvolvimento de sites
  • ZERO – CMS próprio para desenvolvimento de sites simples

 

Conclusão

Já está muito tarde para conclusões, são 4:48 da manhã…

 

Sacanagem galera, na verdade não é sacanagem não, estuou muito cansado, partiu. Obrigado por ter lido o post até o fim, na verdade não tenho como te agradecer mesmo só estou sendo engraçado, não, pera… Vou te retribuir com mais conteúdo que será postado por aqui, e lembrem-se… Esqueci… Abraço.

Lebrei, não odeie o composer, ele será seu melhor amigo.

Comentários Facebook

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Você pode usar HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>